State of Decay 2 – Micro transacções não faziam sentido “E nada de Battle Royale também”

Numa recente entrevista, Richard Foge, director de design, falou sobre diversos aspectos do desenvolvimento de State of Decay 2 e uma das questões falou sobre a possibilidade de apresentar micro-transacções.

É uma das práticas mais polémicas da actualidade, mas que está a ser usada por vários jogos para introduzir formas de gerar receitas adicionais, mas que não fazia sentido em State of Decay 2, segundo diz Foge.

“Não fazia sentido para o nosso jogo. Existirá um preço para o jogo, ao invés de uma relação com o jogo em que as pessoas pagam por coisas e não sabem o que vão ter,” disse Foge.

“Isso não parece correcto. Não quisemos micro-transacções ou algo onde compras caixas de loot com Zombeuros, algo assim,” diz o director de design em State of Decay 2 que até reconhece que “funciona para alguns.”

As micro-transacções não foram a única moda que a Undead Labs procurou evitar em State of Decay 2, o Battle Royale é outra dessas modas e a razão é muito similar: apesar de funcionar para muitos, não significa que funcione para ti.

Foge partilhou que a equipa não sentiu a vontade de seguir o que todos os outros estão a fazer e não é porque isso poderá significa que são apenas mais um entre muitos.

“Preferia focar no que estamos a fazer e tentar encontrar algo único neste espaço para inspirar as pessoas e as entusiasmar com algo novo, ao invés de tentar seguir o que os outros estão a fazer, à procura das sobras que conseguirmos apanhar.”

FONTE:eurogamer.pt

 

Siga o nosso canal no mixer

Nosso Twitter

%d blogueiros gostam disto: